Este site usa cookies. Ao usar esse site, você concorda com nossa política de cookies. As configurações de cookies podem ser alteradas em seu navegador.Descubra mais

Terapia por alto fluxo de oxigênio: suporte respiratório não invasivo - Profissional coloca a cânula HI-Flow Star para administrar a oxigenoterapia de alto fluxo

Terapia por alto fluxo de oxigênio: suporte respiratório não invasivo

Pergunte a um especialista

Em resumo:

A oxigenoterapia de alto fluxo é um suporte respiratório não invasivo que fornece ao paciente ar aquecido, umidificado e enriquecido com oxigênio. É tipicamente utilizada em pacientes que respiram espontaneamente e precisam de oxigênio em taxas de fluxo mais elevadas. A oxigenoterapia de alto fluxo pode oferecer suporte respiratório para pacientes com insuficiência respiratória hipoxêmica aguda e também prevenir uma subsequente intubação. Ela leva a melhorias em oxigenação1, frequência respiratória2, dispneia3 e conforto do paciente4, além de contribuir para uma recuperação mais rápida após a extubação1,2. Isso se traduz em melhores resultados e permanências mais curtas na UTI4. Este tipo de oxigenoterapia também é econômico, pois não requer, necessariamente, um ventilador, e pode ser utilizado em diversas áreas do hospital.

Tratamento com oxigenoterapia de alto fluxo

Veja como a oxigenoterapia de alto fluxo pode ser utilizada de forma eficaz para evitar tanto terapias invasivas quanto não invasivas em pacientes com a função respiratória comprometida.

Terapia por alto fluxo de oxigênio: suporte respiratório não invasivo - Visão geral das vantagens da oxigenoterapia de alto fluxo
Cânula nasal HI-Flow Star sendo colocado

Oxigenoterapia de alto fluxo

A oxigenoterapia de alto fluxo é aplicada com uma cânula nasal de alto fluxo (CNAF) especial bi-nasal e um circuito inspiratório aquecido. Ela é utilizada para a aplicação de ar misto aquecido e umidificado e oxigênio a altas taxas de fluxo, tipicamente configuradas entre 30 e 50 l/min. Este alto fluxo pode fornecer concentrações de oxigênio inspiratório mais constantes do que a oxigenoterapia convencional e também gerar alguma pressão positiva expiratória final. Sistemas com CNAF também são utilizados para lavar o CO2 expirado do espaço morto inspiratório nas vias aéreas com gás enriquecido com oxigênio5. A oxigenoterapia de alto fluxo pode ser utilizada eficazmente para tratar pacientes com insuficiência respiratória hipoxêmica leve a moderada. A cânula de alto fluxo se mostrou eficaz e consistentemente melhor tolerada como medida de prevenção contra insuficiência respiratória pós-extubação do que a VNI6.

A oxigenoterapia convencional é a administração de oxigênio com uma concentração maior do que a encontrada no ar ambiente, para tratar ou prevenir os sintomas e manifestações da hipóxia. Ela utiliza cânula nasal ou máscara e tem fluxo efetivo máximo de aproximadamente 10 litros por minuto. A esta taxa, nenhum aumento significativo da pressão expiratória pode ser obtido. Para prevenir ressecamento de mucosas, pode ser recomendado a umidificação do fluxo gasoso.

Estudo de caso do ventilador Dräger Evita

Estudo de caso: como tornar ainda mais proveitoso o uso dos ventiladores Dräger Evita®

Em 2014, o Glenfield Hospital, parte do University Hospitals Leicester, passou a usar o Dräger Evita de maneira diferente. Veja como isso possibilitou melhorias de custo-benefício, conforto dos pacientes e facilidade de uso para os profissionais, contribuindo para uma trajetória de cuidados descomplicada.

Baixar relatório

“Como na maioria das unidades de terapia intensiva, estamos sempre interessados em fazer o desmame dos nossos pacientes o mais rápido possível. Desenvolvemos uma política de desmamar da ventilação invasiva para não invasiva, e depois para a oxigenoterapia de alto fluxo para alguns pacientes.”

Vicky Chamberlain, técnica de cuidados críticos, Glenfield Hospital, Leicester, Reino Unido

Instruções sobre como usar o sistema de fornecimento de oxigênio por via nasal HI-Flow Star

Como usar o HI-Flow Star

Aprenda a utilizar o sistema de fornecimento de oxigênio por via nasal Dräger HI-Flow Star com um misturador de oxigênio e um ventilador.

Downloads sugeridos

Artigo técnico - Oxigenoterapia integrada
Oxigenoterapia integrada para cuidados respiratórios

Leia sobre as tendências recentes no uso de oxigenoterapia de alto fluxo que demonstraram benefícios em termos de melhor oxigenação, pós-extubação, melhores volumes pulmonares, conforto do paciente e tolerância.

Baixar artigo técnico

Guia de início rápido do HI-Flow Star
Guia de início rápido

Inicie rapidamente: aprenda a conectar a mangueira inspiratória do Dräger HI-Flow Star a um misturador ou ventilador.

Baixar guia

Lista de literatura sobre oxigenoterapia de alto fluxo
Lista de literatura

Quer saber mais sobre a oxigenoterapia de alto fluxo? Aqui você encontra uma lista com sugestões de leituras.

Baixar lista

Ícone da newsletter

Mantenha-se informado: registre-se para receber nossa newsletter

Receba as últimas informações da Dräger, inclusive recursos educacionais, inovações em produtos, notificações de evento, ofertas especiais e muito mais – sempre relevante para sua área de interesse.

Produtos relacionados

Draeger Savina 300 Classic

Dräger Savina 300 configuração Classic

Draeger Evita V600 0

Dräger Evita® V600

Profissional de saúde ajusta a máscara facial inteira ClassicStar VNI para a terapia ventilatória

Ventilação não invasiva (VNI)

A VNI é uma forma de suporte ventilatório que não usa tubo endotraqueal. Cada vez mais profissionais de saúde estão recorrendo à VNI para evitar os efeitos colaterais da ventilação mecânica mais invasiva. Veja como a VNI pode contribuir para reduzir custos e aumentar a chance de sobrevivência dos pacientes.

Saiba mais

Entre em contato com a Dräger

Contate-nos Hospital

Dräger Indústria e Comércio Ltda.

Al. Pucurui 51/61 - Tamboré
Barueri - São Paulo - Brasil
06460-100

+55 11 4689 4900

Fontes

1 Melhorias na oxigenação
Corley 2011; Parke 2009; Roca 2010; Sztrymf 2011; Sztrymf 2011a

2 Frequência respiratória
Corley 2011; Roca 2010; Sztrymf 2011; Sztrymf 2011a

3 Dispneia
Corley 2011; Roca 2010; Sztrymf 2011

4 Conforto do paciente
Corley 2011; Roca 2010; Tiruvoipati 2010

5 Itagaki T, Okuda N, Tsunano Y, et al. Effect of high-flow nasal cannula on thoraco-abdominal synchrony in adult critically ill patients. Respir Care. 2014;59:70–4

6 Helviz, Y., Einav, S., A Systematic Review of the High-flow Nasal Cannula for Adult Patients, Critical Care2018 22:71